terça-feira, 30 de agosto de 2016

Dia dos Pais e String Art.

Oi vocês!



Como estão? Estou atrasada mas, hoje vim trazer mais uma arte que eu meti a cara pra fazer. Eu sempre fui muito fã de fazer presente ao invés de comprar, acho que cada coisa que faço pra alguém eu dou não só o objeto mas um pedacinho de mim também, e nesse dias dos pais embarquei nessa ideia.

Caso não saibam, String Art é literalmente Arte com Fios, pode ser feita de mil maneiras, mas a que eu acho mais bonita (e fácil) é a com pregos e madeira. O conceito é fácil, de início você acha um molde, contorna com pregos, e depois apenas liga os pontos, como naqueles exercícios da escola, sabe?
Imagem ilustrativa haha

Tem vários passo-a-passo na internet.

Tem muito passo a passo por aí, e no pinterest principalmente. Aí como todo artesanato, tem níveis fáceis e tem gente que parece que tem mãos mágicas e fazem coisas como o barco aqui em baixo.



 Enfim, resolvi fazer um pro meu pai nesse dias dos pais. Me empolguei horrores e arranjei todo o material, nem precisei comprar nada, peguei tudo com a minha avó. De início eu tinha impresso um molde com uma frase, porém ao colocar os pregos e tentar fazer, percebi que os pregos ficaram muito juntinhos e eu não tinha habilidade suficiente pra seguir assim, então, eu virei a madeira de lado e escrevi com giz mesmo.

           
Primeiro molde. 
Desisti e fiz com Giz mesmo.

Bati os pregos e juntei os pontos. Vou confessar que não foi tão divertido ahahah talvez eu estivesse meio de tpm, e irritada com meus dedos gordinhos, mas tentei não encher o quadro de energias ruins, afinal era um presente né?

Depois que comecei a li




Nem preciso dizer que meu pai gostou bastante, mas pelo esforço do que pelo presente eu acho, porque ele bem sabe que tenho péssimas habilidades manuais e pouca  paciência rs A minha madrasta fez escondidinho de frango com mandioca, e o dia foi bem agradável.
Qualquer dúvida é só perguntar que ensino hehe



Projeto final





Beijos e fiquem bem!

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Resumão de Julho.

Oi vocês, tudo bem?

Bom, sobre mês passado tenho muita coisa pra falar.

Primeira de tudo foi que comecei a trabalhar e nossa, que diferença isso fez na minha vida. Sério, pelo tom dos meus últimos posts era perceptível meu estado emocional, mas as coisas melhoram muito. E impressionante o que a segurança financeira faz na vida de alguém, só de ter a segurança de um salário, e saber que não iria ser despejada meu humor melhorou em 300%!!!

Mas o caso é que, eu comecei a trabalhar num escritório, inclusive, trabalho no mesmo escritório que meu pai e isso tem estreitado nossa relação, o que é ótimo. Emagreci um pouco, ganhei alguns móveis e o mais legal de tudo: minha mãe passou 15 dias na cidade.

Morar sozinha foi uma escolha minha, de certa forma. Desde os 16 por problemas em casa eu sempre quis minha independência, mas quando se mora com alguns mil kms de distancia da mãe não é tudo tão legal assim, enfim. Minha mãe dormiu alguns dias lá em casa, eu ela e a Isla (minha irmã mais nova) dividimos o mesmo colchão e foi ótimo. Sentia muita saudade de conversar com ela na cozinha e fizemos isso demais, fora que nada melhor que comida de mamãe! Ela trouxe vários presentes e mimou a gente um monte, vou sentir muita falta.

Nesse meio tempo houve a oficialização do divórcio dos meu pais, eles estão separados há três anos mas só esse mês assinaram os papéis. Vou confessar que foi assustador estar lá, e vê-los se chamando por seus nomes normais e não por apelidos de casal, doeu um pouco, mas foi um ponto final que precisava ser colocado na relação deles.

Esse mês também comecei a jogar pokémon e é ótimo. Também voltei a estudar (sozinha) sobre religiões e outras coisas que tenho interesse, provavelmente trarei resumos para o blog, até pra exercitar meu lado escritora etc

Bem, eu acho que foi isso. Esse foi um mês em que amadureci dez anos! Estou dando valor a cada aspecto da minha vida, agradecendo todo dia ao universo por poder almoçar com meu pai, por ter estreitado o relacionamento com minha família, poder presenciar um por do sol mais lindo que outro, e por estar saudável  e feliz.

Agora vamos as fotos né?! hehe


Ivy sendo uma deusa egípcia 
Eu e mamãe, claramente não puxei pra ela hahaha
irmã
vovó
mamaaae
    

Meu pai combinando com o Pokémon.





quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Um conto sobre deixar ir. ( Parte 1)



Nossa bagagem emocional pode pesar muito mais do que nossa força pra aguentar.

O frio de novembro incomodava seus ossos, ela simplesmente não conseguia se mover. Lá fora um vento triste varria as folhas pra longe e uivava na sua janela, lamentando também por um dia tão cinza. Quem diria que em plena quarta-feira Noêmia estaria ali, deitada em sua cama que até ontem era um lugar de amor, mas hoje trazia um gosto amargo, um desconforto chato que não a deixava dormir.O barulho de chuva começou abruptamente. -"Além de frio, agora chuva..." Ela pensou, ao menos era mais uma distração. Olhando pra janela ela começou uma brincadeira que fazia desde muito nova, sempre que estava entediada ela apostava qual gota iria descer o vidro primeiro, quando mais nova isso era apenas uma distração, hoje era uma tentativa inútil de afastar de si aquele nó na garganta que havia a feito chorar quase um balde inteiro na noite anterior. 

quinta-feira, 11 de agosto de 2016

A sabotagem da auto-estima

''Sociedade: soc grupo humano que habita em certo período de tempo e espaço, seguindo um padrão comum; coletividade''

O conceito de sociedade é esse aí, reparem que coletividade está no meio da explicação tanto quanto 'padrão comum'. Acontece que comum acabou virando conceito de bonito e aí é que a gente se perde.