quinta-feira, 28 de abril de 2016

Carta aberta pra você, quem diria ?

Eu em minha eterna ignorância pensei que iria durar, não pra sempre, apenas durar.
Você sabe, os planos, os sonhos, os sorrisos, eu realmente imaginei que iria durar. Mas não durou o quanto deveria, você se foi... e eu não te culpo. Talvez eu o culpe por desistir, sim, eu o culpo sim por desistir.