sexta-feira, 31 de julho de 2015

NOTA! - Layout do Blog

Oi vocês.
             Então, eu mudei o layout (de novo?). É que antes eu queria ele com o fundo branco, e com destaque apenas para os textos e fotos, MAS, eu fiquei incomodada com o quão "ponto com" ele ficou parecendo, como eu peguei um layout pronto, ficou parecendo mesmo um blog de famosinhos sabe? E não é isso que eu quero. Quero meu blog como se fosse um diário, porque é isso mesmo que ele é!
              Escolhi uma paleta de cores um pouco opostas mas que ao meu olhar, ornam entre si. Um azul turquesa bem bonito, tons de coral e um pouco de branco e cinza!! Amei o resultado, depois falo mais sobre mim e as cores haha

sexta-feira, 24 de julho de 2015

Cinquenta tons de mim.




         Desde sempre se sentia destoante do mundo, enquanto tudo era colorido, se sentia cinza, opaca, igual. Não igual aos outros, igual aquela parede suja ali, igual ao cimento dos prédios, como o asfalto antigo. Uma vida inteira se achando cinza, uma vida inteira se escondendo dentro de si, procurando novas manias pra contornar a loucura que ia a dominando dia por dia. O glamour e o brilho do mundo a deixavam cega, desnorteada, perdida em tanta beleza, tudo tão lindo, uma pena essa beleza não estar dentro de si. Até as roupas seguiam aquele padrão. Preto, branco, cinza. Todas as cores básicas, tudo muito padrão, nada que a destacasse. Nenhuma amarelo alegria, nenhum vermelho paixão, só o cinza de uma manhã chuvosa.
          Mas porque não pintar o mundo dos outros? Deixar uma marca nos outros nem que seja cinza, isso seria sua meta, e até certo ponto deu certo sim. Em algum momento da vida decidiu colorir os outros. E por um tempo ela conseguiu! Conseguiu imprimir sua marca, melancólica mas bonita na vida de tantos, um delicadeza cativante ficava na mente de quem a conhecesse. Foi trilhando seu caminho até se deparar novamente com aquele sentimento chato de antes. E agora, o que fazer? Resta pensar. Refletir, tentar entender o que aconteceu.
           O resultado era simples: porque não gostar do cinza? Logo a cor que representa mudanças... Em suas próprias comparações sempre usou exemplos fortes, prédios; tempestades; rochas. Porque não usar em seu favor? Ser neutra, se adaptar. Pra que se destacar, usar de artifícios pra chamar atenção? Seja cinza. Seja pó. Seja chuva. Seja livre. Se reinvente, se aceitar é lindo é precioso, porque não?


Créditos
 



terça-feira, 21 de julho de 2015

Migalhas de amor.

         

             Batalha de egos. É assim que o mundo gira hoje, pelo menos é assim que tudo parece. Hoje em dia, passamos mais de 50% do nosso tempo conectados, postamos fotos, opiniões, vigiamos amigos, fofocamos sobre os não tão amigos, ficamos felizes por uns, agradecemos por ter tudo tão fácil. Podemos acompanhar tragédias do outro lado do mundo instantaneamente, podemos assistir shows sem estar fisicamente presente, viajamos sem sair da cadeira, criamos laços com pessoas que nunca vamos encontrar, aprendemos novas línguas, descobrimos novas bandas, temos toda a facilidade do mundo, e é aí que tudo sai de controle.
               É muito fácil descobrir pessoas que tem algo em comum com você, procure a hashtag (#) principal e veja o que estão falando sobre, daí pra conhecer alguém e se interessar é um pulo. A pessoa não precisa te conhecer, nem morar perto, basta ter um gosto em comum e todo o caminho ganha luzes. Quando você percebe um pequeno interesse do outro lado, cai num buraco sem fundo. A paixãozinha te domina, e você está sempre munido de várias desculpas "Não conheço ninguém que escuta essa banda aqui na minha rua, ninguém nunca assistiu esse filme aqui na minha cidade, ninguém nunca falou comigo desse jeito." e pronto, você se jogou num relacionamento de corpo e alma, sem ao menos saber o que o outro acha de verdade. Não existe mais o "tete a tete", o falar na cara. As declarações de amor vem por mensagens de whatsapp e marcações no facebook. Não existe mais aquela coisa gostosa de ouvir o outro sorrir, tudo vem por "kkkkk", e mesmo que você ouça os áudios que ele te envia, o sorriso mais bonito, aquele com olhar, não chega.
              Falando assim parece que eu sou totalmente retrógrada e que sou contra romances virtuais, ou que os que começam pela internet e vão além disso, mas muito pelo contrário, eu não sou. Eu sou meio contra essa geração que não vive seu momento, essa geração que tem tudo muito fácil, que não quer passar pelas várias fases da vida, que acha que tudo se resume a: mendigar curtidas numa rede social qualquer. Pra essa geração, qualquer coração digitado é amor, qualquer eu te amo é verdeiro, tem tantos seguidores no twitter mais a carência por um amigo de verdade só aumenta, e daí que eu falo sobre migalhas de amor, porque tem toda uma vida baseada em aceitar qualquer palavra como amor e acalento, pra no final se se jogar num poço sem fundo.
             Com o aumento da tecnologia aumentou a solidão, a depressão é algo muito mais comum. O stress come muitas pessoas por dentro, tem tanta gente morrendo por isso que me dói pensar. Não sabem apreciar a tecnologia nova. Um exemplo auto-explicativo é o Japão, tanta gente e tão pouco contato. Não existe amor, pessoas passam pela vida sem viver, sem saber o que é existir.  
             Eu tenho meus defeitos, eu também espero curtidas naquela foto legal, eu quero que pessoas leiam minha opinião sobre coisas, minha visão do mundo, não há mal em manter-se conectador ao mundo, o mal mesmo está em se desconectar da vida fora da internet. Se perder no live action, não ter quem secar suas lágrimas no dia-a-dia, se distanciar da própria família, não querer contato e se esconder atras do seu celular pra sempre.    
             Desejo mesmo que haja uma explosão de realidade no mundo, e que as pessoas sejam mais humanas e menos robôs. Que deixem os likes nas redes sociais e saim na rua pra ver a natureza, que usem a internet pra se divertir e não pra se auto boicotar, precisamos abrir os olhos e entender que temos uma vida só, e ela não acontece apenas na internet, tem um mundo lá fora cheio de alegria pra nos dar.
             Uma conselho meu é: a vida te dá muitas rasteiras, mas é preciso cair, aprender a levantar, ficar mais forte e enfrentar as próximas quedas. No amor é assim, aquele eu te amo falso pode ter sido porque você não esperou o momento certo, ou pode ter sido por que a pessoa que te iludiu era só uma maldito sem coração. Não cai na conversa de qualquer um, não aceite pouco, você merece muito, não se contente com migalhas, nem de amor, nem de nada. Você merece mais e pode doar mais, aprenda que nada é por acaso e tudo pode piorar assim como tudo pode&vai melhorar.



 ( Este texto pode não tem sentido nenhum, pode não ter rima ou um fluxo legal, mas é o que estava passando pela minha cabeça no momento.)









segunda-feira, 6 de julho de 2015

Coisas que eu gosto

Oi vocês.

    Poxa, meu trabalho está uma loucura, infelizmente não no melhor sentido. Mas hoje nem fui almoçar então, vou fazer um post legal aqui. Hoje vou falar sobre coisas que eu gosto. O motivo é meio que comparar isso daqui a um tempo.
    Eu sempre gostei de muita coisa, eu tenho problemas em gostar de uma coisa, não sei escolher. Por exemplo: porque ouvir só um estilo musical quando há milhares de outros? E isso eu acabo levando pra todas as outras coisas da minha vida. Não consigo escolher uma profissão, nem uma faculdade, nem um estilo para vestir, nada. Morro de dúvidas na hora de fazer compras. Ô PESSOA INDECISA!
    Mas tem coisas que ultimamente eu tenho gostado muito, não tô falando de maquiagem e roupas, estou olhando a vida num âmbito geral mesmo. Vou apresentar essas coisas aqui, o post pode ficar um pouco grande. rs


Azul/Turquesa/Floral

   Essa é uma grande paixão agora, eu amo muito azul. Mas turquesa tem sido minha paixão, inclusive fiz um DIY lá em casa, e botei azul em tudo. Inclusive, pesquisando aqui e ali, a cor é boa pra acalmar, ajuda na criatividade, harmoniza nosso equilíbrio. Aqui um link bem completinho Turquesa.
Fora que a cor combina com tudo, fica bem e é delicada, e em meus dias de menininha adoro roupas que me deixem com essa aparência mais delicada. Vou deixar uma imagem pra vocês se familiarizarem com o floral turquesa. 
 


Tão delicado



Batman/Batgirl/Batwoman/Bat-Verso

  AVÀ! Gente, todo mundo sabe da minha pequena queda pelo universo do Sr.Batman. Hoje eu não vou resenhar nada, nem falar sobre quais as HQS eu prefiro, sobre qual uniforme, qual acessório, sobre qual o "Robin" preferido, também não quero falar sobre o novo filme MEU DEUS CHEGA LOGO. Eu quero uma coisa um pouco mais profunda. Nem todos os heróis me agradam, eu amo ler as histórias e etc, mas não serei uma fãzete. Agora, com o Bruce as coisas pra mim são diferentes, sabe, eu sempre tive esse lado "melancólico" comigo, lendo minhas agendas antigas eu percebo que nunca mudei isso. Sempre tive uma tristezinha constante, mas isso nunca me impediu de dar meu melhor para as pessoas. Meus amigos sabem que eu sou muito doada pra quem eu amo, eu presenteio, eu escuto, eu atendo os chamados sempre. Mesmo hoje em dia longe de todos eu tento estar presente sempre. E nas histórias do Universo do Batman eu vejo isso. Todos eles perdem muito, e todos eles tem este lado meio sombrio, principalmente o Bruce Wayne, e a luta constante com os próprios demônios os ajudam a manter a lucidez e salvar uma cidade inteira, quiçá o mundo.
  Eu não vejo o Batman apenas como um heroi de quadrinhos, eu vejo como um exemplo a se seguir, de verdade. Não a parte de usar uma capa e bater em criminosos, mas a parte de manter a sanidade. A luta dele constante com o Coringa ( principalmente) é apenas uma forma de mostrar a nossa luta diária contra a loucura que nos cerca, sempre mudando, sempre se adaptando. Enfim, eu amo o universo do Batman, sejam eles filmes, desenhos, HQS, bonecos, jogos.Tudo. Manda pra mim que eu amo!!

Uma mini explosão de amor!




Leituras

  Ok. Isso é óbvio. Sempre fui amante de leituras, o melhor pra mim é que minha memória é miseravelmente curta, o que me faz ler o mesmo livro 4 vezes e sempre ser surpreendida no final. Eu tinha certo preconceito com romances adolescentes, mas tenho uma irmã que ama, e eu amo comprar livros pra ela, então acabava lendo depois. O que importa é ler né minha gente?!
Enfim, esse mês de junho foi deliciosamente o melhor mês se tratando de leitura. Ganhei 6 livros, troquei alguns que eu não curtia muito numa feira de trocas (yeeeeeeeeeeey), comprei um e etc. Ainda não consegui ler tudo, mas estou muito feliz. Quase todos seguem a linha que gosto, que é uma pegada mais "sanguinária", bastante Romances Policiais, e Terror .rs Esse mês ainda tiro foto dos livros e se der faço uma pequena resenha sobre cada um. Aliás, meu escritor favorito é o ILUSTRÍSSIMO Sidney Sheldon. #wemissyou
Inclusive aqui você pode ver a diferênca entre gêneros na leitura.

 Ultimo Livro que li: http://www.experimento42.com.br/demonologista-resenha/

Moda Japonesa

#LOVELOLITA. Meus Deus. Ando visitando tantos blogs que já já serei presa por stalk. Sério, estou amando Moda Lolita. Na verdade, não conheço muito sobre, então não posso dar uma descrição apropriada, mas é tudo tão lindo. Como sou uma fissurada em Histórias, simplesmente adoro moda com referências antigas, e as meninas aqui do Brasil estão de parabéns no quesito beleza. Caso você queria entender mais, ou ver alguns Outfits ( a roupa toda montada mesmo.) vou indicar umas meninas que sigo que acho legal, tem várias outras no meu perfil aqui do blog.

Reino de Morango
My subarashi Lolidays
antikgarden


Inspirado em Sherlock Holmes


E aí, grande o post né? O próximo eu quero que seja sobre músicas. Vocês vão amar a diversidade que pretendo lhes apresentar. rs
Bem, no fim eu amo muita coisa pra colocar aqui, não ia caber. Espero que tenham gostado, até a próxima.